50 Cent, 'Antes que eu me autodestrua' (Depois/Interscope)

Curtis 50 Cent Jackson disse que seu quarto álbum, há muito adiado, seria como uma prequela de sua estreia em 2003. Fique Rico ou Morra Tentando' – em outras palavras, um retorno ao básico às raízes mais agressivas do rapper-mogul.

Mas depois da falta de brilho de 2007 Curtis e este verão abismal Anjo guerreiro mixtape, nem mesmo produtores de primeira linha (Dr. Dre, Polow Da Don, Timbaland) e estrelas convidadas de primeira (Eminem, Ne-Yo, R. Kelly) podem trazer de volta os dias de glória de Fitty.



De sexo de babá inquietante e reminiscências de agitação de rua Then Days Went By a chamas às armas de bater no peito (não estou dizendo para você atirar em alguém, mas…) Crime Wave, a primeira metade de Antes Que Eu Me Autodestrua lembra a ferocidade niilista das lendárias mixtapes pré-fama de Fitty. Mas Eminem supera de longe seu ex-protegido em Psycho, e 50 Cent criticando quem é quem das estrelas do hip-hop em So Disrespectful apenas ressalta sua própria irrelevância crescente.

As últimas várias faixas mudam para o clube - às vezes suavemente (o dueto do Ne-Yo Baby By Me), mais frequentemente não (baby-mama dis Do You Think About Me). Antes Que Eu Me Autodestrua começa com 50 Cent literalmente rosnando, e termina em Could've Been You, com Kelly cantando sobre cheirar seu próprio excremento. Ambos soam igualmente risíveis.

VER: 50 Cent, Baby By Mehttps://www.youtube.com/embed/030VHbkVmEg

COMPRAR:

iTunes iTunes Amazonas

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo