Baterista do Offspring deixa a banda em turnê após recusar a vacinação contra o COVID-19

Pete Parada, o baterista da banda punk The Filhos , disse que não vai continuar jogando com o grupo porque se recusa a receber a vacina contra a Covid-19. Parada, que tem síndrome de Guillain-Barré, é imunocomprometido e disse que seu médico desaconselhou a vacina neste momento.

Os riscos superam em muito os benefícios, Parada disse em um post no Instagram , acrescentando que estava levemente doente com o vírus em 2020 e estava preocupado em lidar com esses sintomas pela segunda vez após receber a vacinação. Não tenho tanta certeza de que sobreviveria a outra rodada pós-vacinação da síndrome de Guillain-Barre, que remonta à minha infância e evoluiu para piorar progressivamente ao longo da minha vida, disse ele na nota.

A prole não respondeu a Aulamagna pedido de comentário no momento da publicação.



O anúncio de Parada chega antes de um show esgotado em Los Angeles esta semana que o Offspring está programado para tocar, além das datas da turnê nos EUA e na Europa durante o verão. Como sou incapaz de cumprir o que está se tornando cada vez mais um mandato da indústria - recentemente foi decidido que não sou seguro estar por perto, no estúdio e em turnê, disse Parada. Menciono isso porque você não vai me ver nesses próximos shows.

Veja esta postagem no Instagram

Um post compartilhado por Pete Parada (@peteparada)

De acordo com New York Times , a Food and Drug Administration disse que a vacina da Johnson & Johnson pode estar associada a um pequeno aumento do risco de síndrome de Guillain-Barré. Não especificou se esse mesmo vínculo estava associado às vacinas fabricadas pela Pfizer-BioNTech ou pela Moderna.

A saída de Parada da banda, seja temporária ou permanente, ocorre em meio a crescentes preocupações sobre como realizar eventos públicos, como shows, sem piorar a disseminação da variante Delta. Na terça-feira, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, anunciou uma mandato de vacina abrangente , exigindo comprovação de pelo menos uma dose de uma vacina contra o coronavírus para ir a restaurantes fechados, academias e eventos de entretenimento.

Parada disse que não tem sentimentos negativos em relação à banda. Também quero compartilhar minha história para que qualquer pessoa que esteja passando pela agonia e isolamento de ficar para trás agora saiba que não está totalmente sozinha.

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo