Donita Sparks, do L7, quer que a indústria do entretenimento nos jogue um osso

L7 A co-fundadora Donita Sparks é a primeira pessoa a admitir que se transforma em um presunto gigante no minuto em que pisa no palco. Claro, ela não precisa dizer muito porque o show de palco da banda punk feminina adjacente ao grunge fala por si. Durante uma corrida de duas noites esgotada no local do Brooklyn em Elsewhere neste verão, Sparks estava quase selvagem, empurrando sua guitarra V voadora para os fãs clamorosos e juntando-se à baixista Jennifer Finch em bate-cabeça sincronizado, resultando em seus gloriosos cabelos se espalhando e chicoteando pelo ar. Jonathan Poneman, fundador do antigo selo Sub Pop da banda, descreveu o grupo como uma verdadeira máquina de rock primal em Aulamagna a reportagem de capa de julho de 1993 na L7 , comparando-os com o Motorhead e os Ramones. A descrição ainda parece adequada.

Tanto no palco quanto no disco, L7 são ferozes e engraçados. Sparks e sua colega vocalista/guitarrista Suzi Gardner gostam de se lançar em rotinas de comédia improvisadas entre as músicas. Finch tem uma tendência a se exibir com movimentos de moinho de vento de guitarra no estilo Pete Townshend quando ela não está jogando sua formidável juba vermelha ao redor. Embora Dee Plakas geralmente esteja escondida atrás da bateria, ela sempre marca sua presença batendo com precisão cirúrgica.

L7 também são um bando de contradições. Sua música e personalidade geral são vários graus de atrevido, intelectual, pateta e sério, dependendo de seu humor. Afinal, eles eram ativistas que lançaram os concertos Rock for Choice beneficiando organizações que protegem a liberdade reprodutiva, mas não estavam acima de Travessuras no estilo GG Allin ,como quando Sparks removeu um absorvente sangrento no palco e o jogou em uma multidão indisciplinada de mudslingers no Festival de Leitura em 1992 .



As senhoras sempre souberam como chamar a atenção do público, o que é irônico, já que a banda saiu com um gemido em vez de um estrondo no final dos anos 90, quando foram discretamente retiradas de sua gravadora depois que a indústria da música desviou sua atenção de bandas grunge a artistas de nu-metal e pop-punk. A banda se dissolveu na virada do século e estava essencialmente resignada a se tornar uma nota de rodapé na história do rock antes de se reunir para alguns shows de reunião em 2015 e lançar dois novos singles, Despacho de Mar-a-Lago e Voltei para a cadela em 2017 .

O álbum mais recente da banda, de 2019 Espalhe os ratos , parece tão fresco e urgente quanto qualquer coisa de sua obra do início dos anos 90, e quase nunca viu a luz do dia graças ao site de financiamento coletivo PledgeMusic vai à falência antes de pagar o dinheiro que arrecadou dos fãs da banda. L7 anunciado em julho que eles pretendem honrar todos os pedidos feitos via PledgeMusic, e como um agradecimento adicional, estarão colocando um bilhete dourado estilo Willy Wonka em uma remessa aleatória, o que dá direito ao fã de receber a guitarra Gibson dourada voadora autografada em V Sparks tocada em o passeio mais recente. A banda também está recuperando as perdas de crowdfunding Vendo camisetas de edição limitada .

Aulamagna conversou com Sparks para discutir o legado da banda, ser ferrado pela indústria da música e como é ser dona do produto de higiene feminina mais famoso do rock 'n' roll.

Esta entrevista foi condensada e editada para maior clareza.

O novo álbum, Espalhe os ratos , teve uma difícil jornada vendo a luz do dia, com a todo o desastre da Pledge Music . Houve algum momento em que você pensou: Ah, não, isso nunca vai sair?

Donita Sparks: Não. Recebemos um pequeno troco do Pledge. Eles não pagaram tudo o que nos deviam, mas conseguimos o suficiente para gravar o disco, e então eles nos cobraram o resto. Não afetou muito a gravação. Estamos muito agradecidos que a Blackheart [Records, gravadora de Joan Jett] interveio para fabricar e distribuir o disco, então funcionou bem. Se não fosse por Blackheart, estaríamos realmente ferrados e nossos fãs também.

Além disso, encontramos uma brecha. Se você contestar com a Visa, a Visa leva o golpe. Eles lançaram sua investigação contra a parte fraudulenta. Você pode simplesmente reivindicar com a Visa, nós nunca conseguimos nossa merda. Você sabe o que eu estou dizendo? Além disso, estamos fazendo meet-and-greets de graça para quem se comprometeu a nos encontrar depois do show. Eles podem nos encontrar, tirar uma foto, assinar algo. Estamos homenageando-os dessa maneira também.

Tem uma música no novo álbum que eu amo chamada Garbage Truck. Eu acho as letras tão hilárias— Meu amor é como um caminhão de lixo / se desperdice e eu busco você. Você escreveu aquele?

Jennifer escreveu essa música, sim. Isso é [sobre um] relacionamento disfuncional. Às vezes cantamos sobre coisas muito sérias, outras vezes é como se fôssemos uma ameaça.Suzi canta muito sobre relacionamentos disfuncionais, eu canto muito sobre coisas culturais fodidas, e geralmente tem humor um pouco de humor para isso.Todos nós rachamos uns aos outros também. Não somos uma banda muito séria, mas levamos a banda muito a sério.

Nos meet-and-greets, alguém já lhe contou uma história sobre se meter em encrenca na escola porque estava usando a Sinta o cheiro da magia ferida [com uma ilustração de um homem cuja cabeça está enterrada na virilha de uma mulher]?

A pessoa que nos disse isso primeiro foi Sean Lennon , quando tocamos na Academia, acho que se chamava - um dos shows na cidade de Nova York em 1992. Foi a primeira noite em que nos conhecemos Joan Jett , também, mas Sean Lennon estava lá e foi expulso de sua aula de francês por usar o Sinta o cheiro da magia camisa. Agora, eu contei essa história na imprensa, e agora muitas, muitas pessoas afirmam que foram expulsas da escola por usar aquela camisa. Se isso é verdade ou não – provavelmente é verdade, mas acho que muitas pessoas possuem essa história – mas essa era originalmente a história de Sean Lennon.

Ele te contou como entrou na L7?

Ele não o fez, mas nesse registro [ Os tijolos são pesados ], nós amostramos sua mãe em Wargasm nós provamos Yoko [Ono]. Então talvez seja assim ou talvez ele nos conheça do nosso álbum Sub Pop ou algo assim. Não sei.

Li que o título de o filme Seu cheiro, Onde Elisabeth Moss toca um ícone do grunge dos anos 90, foi inspirado em alguns dos primeiros títulos do L7. Como você reagiu a isso?

eu li um artigo no cara que escreveu.

Alex Ross Perry .

Sim, quem disse que fomos uma inspiração para esse filme, não apenas o título, mas também o personagem, eu acho.Eu acho ótimo. não vi o filme. Eu adoraria dizer isso, estamos recebendo muitos acenos culturais de pessoas na indústria cinematográfica, na televisão e tal, mas se você realmente quiser nos dar um aceno, coloque algumas de nossas músicas em seu projeto. Estamos muito gratos por isso porque somos uma banda que nunca ganhou dinheiro.

Mesmo quando você estava em uma grande gravadora?

Correto. Então, sempre que recebemos um Lista de merda em algo ou conseguimos isso, é ótimo para nós porque ganhamos algum dinheiro de publicação nisso. Eu amo isso, que fomos mencionados no O cheiro dela inspiração e tudo mais. Por exemplo, acabamos de ter essa coisa com Capitã Marvel , e Brie Larson estava treinando para suas cenas de luta ouvindo L7 e Bikini Kill. Capitã Marvel se aproximou de nós para colocar Rápido e assustador no filme. Nós lhes demos permissão e foi cortado. Nove polegadas de unhas entrou ou outra pessoa entrou durante suas cenas de luta, mas ela é uma grande fã de L7. É como, caramba, teria sido um ótimo dia de pagamento para nós.

Talvez eles precisassem de algo mais sombrio para a cena, não sei, mas com certeza ajudaria L7 se você colocasse nossa música em seu projeto, seja isso Laranja é o novo preto [como queiras]. Há muitos projetos dirigidos por mulheres agora. É como, porra, nos jogue um osso. Capitã Marvel se passa em 1990 em Los Angeles. [Se você está procurando] a banda de empoderamento feminino por excelência de 1990 em Los Angeles, essa é a porra da L7.

Falando em Los Angeles, foi onde o L7 se formou em meados dos anos 80. Quando penso na cena musical de Los Angeles em meados dos anos 80, normalmente penso nas bandas de hair metal na Sunset Strip. De que cena vocês saíram?

Não éramos da cena metal, não éramos da cena hardcore punk, éramos da cena art punk. Suzi e eu em épocas diferentes trabalhamos na LA Semanal . Era um centro cultural de todos os tipos de artistas que trabalhavam lá escritores, músicos, artistas performáticos.

Houve outras pessoas notáveis ​​com quem você trabalhou no LA Semanal escritório?

Vaginal Davis , Você sabe quem é ela?

Sim, eu conheço Vaginal Davis.

Sim, ela estava por perto um pouco. Óh, e Jonathan Gold . Não sei se você sabe quem ele é, ele é um crítico gastronômico muito famoso que faleceu recentemente. Provavelmente Suzi e eu somos provavelmente os ex-alunos mais famosos do LA Semanal , eu diria, o que é muito legal.

Como é ser dono de o mais famoso produto de higiene feminina na história do rock?

Como é? Por muito tempo, minimizei isso porque não queria que minha mãe descobrisse.Minha mãe é feminista e tudo, mas também é uma dama.

E L7 é uma banda muito pouco feminina.

Bem, ouça, somos camaleões. Posso me comportar em qualquer situação. Eu tenho vizinhos republicanos com quem eu tiro merda. As pessoas pensam que somos muito selvagens, e na verdade não somos. Somos garotas de classe média que cresceram nos subúrbios.

Então eu minimizei a coisa do absorvente por um longo tempo, e agora estou abraçando muito isso. Eu até me hashtag lançador de absorvente interno no meu Instagram.Eu sei que há uma cena de Sentido8 , é um programa na Netflix. Há uma cena em que ela joga seu absorvente interno em um cara, e é uma música de L7 tocando ao fundo, ou há um pôster de L7. Não, acho que foi um pôster que usaram. Havia um pôster de L7 em uma cena com um absorvente interno. Com certeza é uma homenagem, e o cineasta nos disse que era mesmo uma homenagem.

Eu acho que os quadrinhos femininos estão ficando cada vez mais corajosos falando sobre essas coisas também, e apenas mulheres jovens estão indo para a escola com sangue neles . Você sabe o que eu quero dizer?

Talvez o seu arremesso de tampão sangrento tenha sido o primeiro passo para desestigmatizar a menstruação na cultura.

Eu acho isso e também Slymenstra Hymen de Gwar . Ela costumava ter o sangue em sua fantasia também. Ela também estava adicionando humor à função corporal disso.

Algo assim é mais acessível do que, tipo, um artista conceitual pintando com sangue menstrual.

Para mim, a coisa do arremesso de absorventes era, tipo, é parcialmente feminista, é parcialmente absurda, é parcialmente arte performática. Eu costumava ser um artista performático, e é um pouco de John Waters. São todas essas coisas ao mesmo tempo, então há humor nisso. Há uma declaração, mas há humor.

L7 se separou um pouco nos primeiros anos. Como foi ver o fundo do poço cair da indústria da música naquela época?

Essa foi uma época estranha. Nós terminamos em 2001, mas fomos dispensados ​​em 97. Fomos retirados da Warner Brothers em 97. Tivemos um álbum muito forte [ O processo de beleza: platina tripla ], e de repente, eles não queriam fazer um vídeo. Eu fiquei tipo, isso é estranho. Por que eles não querem fazer um vídeo para isso? Obtemos quatro, cinco estrelas em Pedra rolando ou então. Estava recebendo boas críticas e é como, por que eles não querem fazer um vídeo? Então fomos derrubados.

Eu acho que o grunge estava morrendo e inchado e precisava ir embora, mesmo que nunca nos considerássemos uma banda grunge.Suponho que o grunge estava inchado e saindo, e o pop punk estava tomando conta das ondas do rádio, assim como a música eletrônica. Eram apenas as vezes e então o que quer que seja. O todo coisa do Napster realmente não nos afetou porque estávamos separados naquela época. Nós nunca ganhamos dinheiro com vendas de discos de qualquer maneira.

O único dinheiro que entrou foi dinheiro de publicação. Por isso, como eu disse, o licenciamento é importante porque nunca vendemos discos. Muitos de nossos contemporâneos venderam muito, e nós não. Isso tinha muito a ver com muitas coisas. Algumas delas sexismo, outras apenas a sorte do sorteio.

Li em algum lugar que muitas bandas compostas por mulheres estavam sendo retiradas das gravadoras no final dos anos 90.

Todo mundo estava caindo. No início dos anos 90, todos foram contratados. Bandas que provavelmente não deveriam ter assinado, conseguiram. É como, eu amo o Melvins , mas o que seria um single do Melvins, você sabe o que quero dizer? As gravadoras queriam o próximo Nirvana e estavam assinando todos os tipos de bandas underground legais que não tinham a mínima chance de chegar às rádios.

eu estava lendo Diário de Jennifer Lollapalooza '94 e parece que vocês realmente se deram bem com Nick Cave.

Dee e eu estávamos saindo com Nick Cave muito. Suzi e Jennifer estão sóbrias e estão há muitos, muitos anos, mas Dee e eu estávamos festejando com os Bad Seeds noite e dia, então nos aproximamos desses caras.

Eu não estava tão familiarizado com a música dele, mas no primeiro dia da turnê, ele entrou em nosso camarim procurando cerveja. Eu estava deitada no sofá e fiquei tipo, Ei, Nick. Como tá indo? Nós acertamos. Eles são australianos e têm um senso de humor muito bom.

Ele estava muito infeliz naquela turnê, porém, porque eles estavam tocando durante o dia e estavam apenas de terno e estava suado. Ele odiava isso. Além disso, era um bando de crianças dançando. Eles não tiveram um bom tempo exceto para sair com a gente.

Algo que sempre me deixou curioso foi se Calgon alguma vez lhe deu alguma dor por usar seu slogan Calgon, leve-me embora na música Diet Pill.

Não, mas podemos vender Calgon, L7 Calgon, em nosso estande comercial em algum momento.Então, estamos pensando nisso, mas não, eles não pensaram. Sempre dissemos que queríamos uma turnê patrocinada por Calgon ou

Tampax?

Tampax. Eles são muito quadrados, eles não vão fazer isso. Talvez eles o fizessem em algum momento.

Talvez uma empresa como DivaCup seria mais na marca para L7.

O que é o DivaCup?

DivaCup é o copo que você coloca dentro de si mesmo que apenas coleta o sangue e então você pode tirá-lo periodicamente, esvaziá-lo e colocá-lo de volta. Eles são um pouco mais punk rock.

Veja, eu nem sei o que é uma DivaCup, é assim que é o punk rock. Então não é anticoncepcional?

Não.

Ele coleta o sangue?

Sim, mas então você meio que tira e

Jogue em alguém. Comam meu DivaCup, seus filhos da puta.

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo