Entrevista de saída: Nathaniel Rateliff encontra seu equilíbrio

Nathaniel Rateliff não é o tipo de cara que se inclina emocionalmente em qualquer direção. Pelo meio. Isso é uma coisa dele. Mas até ele pode admitir que, após um período de 18 meses em que uma pandemia o impediu e praticamente todos os músicos vivos de fazer uma turnê, voltar à estrada por alguns de 2021 foi nada menos que uma bênção.

Sim, parece um sucesso apenas poder fazer uma turnê novamente, diz o cantor e líder do tipicamente bombástico Night Sweats por telefone, refletindo sobre o ano passado. Nós nem sabíamos quando poderíamos fazer shows novamente ou tocar qualquer tipo de música ao vivo e depois passamos muito do verão e voltamos em locais ao ar livre. Então, isso parece um triunfo por si só.

Adicione o fato de que ele seguiu um álbum solo comovente e bonito de cantor e compositor, 2020 E Ainda Está Bem , com indiscutivelmente seu melhor trabalho até agora - o terceiro LP do Night Sweats, O futuro – e, pelo menos na superfície, o caminho para Rateliff parece tranquilo para o novo ano. Passe bastante tempo conversando com ele e o cantor rude normalmente voltará ao que o está pesando. Veja, por exemplo, seu álbum solo. Lançado menos de um mês antes de o mundo se fechar efetivamente para o COVID-19, Rateliff se vê lamentando o fato de que, pelo menos como ele vê, o registro pode ter se perdido no tempo. Além disso, ele fez apenas alguns shows antes de a turnê ser cancelada.



Eu pensei que o projeto solo era a melhor coisa que eu tinha feito, então eu estava animado para compartilhá-lo com as pessoas, ele diz sobre um LP que lhe rendeu um slot tocando solo em Sábado à noite ao vivo neste último março. Eu sabia que ia ficar em segundo plano ou ser arquivado naquele momento. Então isso foi muito perturbador para mim. Espero que seja algo que as pessoas voltem… ou pelo menos foi algo que as pessoas tiveram a chance de ouvir e trouxe alguma aparência de consolo.

Muito de seu desânimo pode ser atribuído ao fato de que E Ainda Está Bem é essencialmente um disco de tributo triste ao falecido produtor – e um dos amigos íntimos de Rateliff – Richard Swift.

Eu sinto que parte do processo de luto ou trabalho com algumas das coisas que as músicas daquele álbum estavam lidando sobre a perda de Richard foi tocar as músicas na frente das pessoas, explica Rateliff. É por isso que eu estava ansioso para tocá-los na frente das pessoas, porque sinto que isso faz parte do processo de passar por tudo isso. Infelizmente para Rateliff, 10 shows na turnê, assim como ele diz que estava começando a entrar no ritmo, a turnê foi cancelada. Foi uma chatice.

Para sorte de Rateliff, um estúdio caseiro em suas escavações em Denver forneceu um alívio necessário da realidade deprimente da situação. Foi aqui, diz Rateliff, que ele reuniu seus companheiros de banda Night Sweats em meados de 2020 e começou a montar o que se tornou seu LP de 2021, O futuro .

Eu me senti muito sortudo, ele diz. Comprei minha primeira casa há três anos e a primeira coisa que fiz foi colocar um estúdio na casa. Na verdade, Rateliff estruturou toda a sua casa em torno do estúdio – ou seja, para que toda a sua banda pudesse ficar lá e trabalhar na música. E foi exatamente isso que eles fizeram durante um período da pandemia: garantimos que estávamos todos seguros e nossa bolha era bem pequena.

(Crédito: Danny Clinch)

Quando ele finalmente voltou para a estrada no verão passado com os Night Sweats, disse Rateliff, foi uma faca de dois gumes. Por um lado, ele estava, é claro, emocionado por estar de volta na frente de seus adoradores fãs. Mas ele admite que foi uma transição difícil. Não apenas, ele observa, porque não era diferente de voltar a andar de bicicleta, mas também porque a personalidade que ele habita ao liderar os Night Sweats é decididamente diferente do que quando ele está realizando sua carreira solo.

Considerando que ele é um músico muito mais reservado, metódico e introspectivo como cantor e compositor solo, com inclinação ao folk, Rateliff with the Night Sweats é um personagem animado e enorme. E sim, ele se refere a isso como um personagem. Eu certamente tenho muito julgamento sobre esse personagem de Night Sweats que sou eu, ele admite. Especialmente no que eu não queria que ele fosse. Foi definitivamente diferente voltar a esse personagem depois de voltar a ser um cantor e compositor como eu costumava ser.

Não que Rateliff não esteja feliz por estar na estrada em 2022 atrás de The Future. Ainda assim, no estilo típico de Rateliff, ele tem algumas reservas. Nomeadamente sobre o tipo de material no novo álbum e como ele vai passar com os fãs. Bem, sim, as músicas são um pouco diferentes do outro material de Night Sweats, então é interessante descobrir como todos eles vão trabalhar juntos na dinâmica do show, ele explica. Como manter as pessoas interessadas mesmo que o material não seja tão otimista? Mas eu gosto de explorar todas essas coisas e tentar descobrir isso.

E ele está animado com o que está por vir para 2022? Tipo de.

Há emoção lá, mas vem com um pouco de nervosismo porque nos estabelecemos como uma coisa certa, ele diz sobre voltar à estrada por trás do novo LP. E se você se afastar dessa direção original, pode parecer confuso para o público, diz ele. Então, espero que as pessoas fiquem conosco e continuemos tentando entregar o que achamos ser um bom material e boas performances.

Não exatamente o mais edificante dos sentimentos, com certeza. Mas para Rateliff, bem, é um passo na direção certa.

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo