Escândalo Lip-Sync de Milli Vanilli se transformou em ópera

A história muitas vezes ridicularizada, mas trágica, de Milli Vanilli logo se tornará o material da ópera. DNAinfo relata que a ascensão e queda da dupla pop alemã inspirou uma nova ópera experimental que estreará no Brooklyn no final deste mês.

A produção, intitulada UAU , é um projeto colaborativo do compositor musical Joe Diebes, do poeta Christian Hawkey e do diretor de teatro profissional David Levine, que foi originalmente inspirado a criar uma ópera sobre Milli Vanilli depois de assistir a um episódio de 2001 do VH1. Por trás da música que foi baseado na Garota você sabe que é verdade cantoressincronizadores labiais.

Esses dois caras queriam ser famosos, vendem suas vozes ao diabo por fama e fortuna, obtêm fama e fortuna e, quando exigem suas vozes de volta, são destruídos, disse Levine, oferecendo uma interpretação dramática do escândalo que arruinou a carreira de Milli Vanilli e resultou em sua revogação do Grammy de Melhor Novo Artista em 1990. Todo mundo sabe o que aconteceu com esses caras, disse Levine. Um deles morre de overdose alguns anos após o escândalo, então para mim foi um tipo de arco operístico clássico… E é um arco triste e real.



UAU contará com música ao vivo e artistas representando Fab Morvan de Milli Vanilli e o falecido Rob Pilatus, mas os frequentadores de teatro não ouvirão interpretações de Blame It on the Rain, I’m Gonna Miss You ou outras músicas de Milli Vanilli. Em vez disso, a música será uma versão retrabalhada da clássica ópera em três atos de Richard Wagner. O Meistersinger de Nuremberg que será tocada no palco.

Os músicos recebem suas partes na hora certa e nunca é a mesma peça duas vezes, explicou Levine. Eles o tocam como o recebem, o que o deixa propenso a todos os tipos de repetição com falhas .

E apesar de uma data de proa que se aproxima rapidamente — UAU começará sua corrida no Fort Greene's Casa BRIC em 23 de janeiro — a produção ainda é categorizada como trabalho em progresso. Os ingressos para a ópera de quase 80 minutos, que tem apresentações marcadas até 1º de fevereiro, estão à venda no site site do BRIC .

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo