Title Fight Break Down 'Floral Green': transmissão exclusiva

Se a roupa de hardcore melódico Title Fight for remodelando o punk com seu próximo full-length Verde floral , eles são bem modestos sobre isso: o baixista Ned Russin só canta sobre seus sentimentos quando ninguém consegue entendê-lo por causa do P.A. sistema, e sua banda ajuda em um local underground que eles realmente abriram e se mantêm perto de sua cidade natal de Kingston, Pensilvânia. Depois de levar o ethos DIY do Title Fight em turnê com o Rise Against e no estúdio com o produtor Will Yip (Circa Survive, Cradle of Filth), Russin aproveitou o tempo para nos guiar, faixa a faixa, pelo making of de Verde floral , previsto para 18 de setembro via SideOne Dummy.

:áudio=1:

Entorpecido, mas ainda sinto
Eu comecei a letra dessa música talvez três ou quatro vezes e eu as descartei todas as vezes. E então eu tinha uma linha, a primeira linha da música na minha cabeça, Mas você sabia que eu prendo a respiração em todos os túneis?' e eu literalmente escrevi a coisa toda na viagem de carro de 20 minutos para casa. Colocá-lo em primeiro lugar no álbum faz uma declaração para o tema geral, de inseguranças jovens e ainda estar confuso e ir ano após ano e pensar que está ficando mais compreensível, mas a cada ano que envelheço ainda é insano.



Folha
Uma das maiores coisas com as quais luto na minha vida é ser realmente aberto sobre meus sentimentos, mas escrevi o primeiro verso e segui em frente a partir daí. Quando praticávamos, o P.A. que temos é muito ruim - aumentamos bem alto e praticamos em uma unidade de armazenamento para que você não consiga decifrar nada. Parece lixo lá, então não sinto nenhum desconforto em cantar letras como se eu fosse apenas uma folha ao vento, porque sei que ninguém pode entender o que estou dizendo. Cantá-la pela primeira vez e saber o quão triste, deprimente e estranho era, mas ninguém conseguia me entender, me ajudou a me abrir para a ideia de usar aquela letra.

Como um ritual
Eu estava em um grande chute de Sebadoh quando escrevi isso. Toda a base da música era ter uma introdução de baixo e depois uma parte de baixo e depois uma guitarra repetindo a mesma parte, e isso é um riff completo de Sebadoh. Este disco foi a primeira vez que escrevemos músicas com mais de dois, dois minutos e meio, então ter uma música de três minutos foi um grande negócio, eu acho. Sempre temos essa mentalidade de que não queremos que nada fique chato, e acho que todo mundo estava com medo de que fosse uma música chata. É diferente para nós: a parte final fica louca e parecida com o Sonic Youth. Combinamos elementos de bandas que sempre amamos e gostamos muito, mas nunca levamos sua influência para nossas músicas antes.

Sociedade secreta
Ele meio que se escreveu mais do que qualquer coisa. Quando foi escrita, ninguém estava muito animado com isso, mas quando você ouve apenas a música, antes de adicionar qualquer letra, era uma música tão estranha, especialmente para nós. A grande coisa sobre a qual falamos tanto para o álbum e que tentamos fazer foi o termo bonito feio. Fazer algo soar tão nojento e grosseiro, mas ainda assim ser algo que você ouve e diz, Uau, isso é lindo. Essa foi definitivamente uma música bonita e feia que estávamos procurando.

Cabeça no ventilador de teto
Nós sempre amamos bandas como Hum, e essa música definitivamente deveria ser nesse sentido. Eles fazem essa coisa muito lenta, e as mudanças de acordes levam muito tempo, mas tornam tão pesado que é quase difícil entender. Shane escreveu todas as letras da música, e o título vem da primeira linha da música. É sobre pensar demais, ficar muito envolvido em seus próprios pensamentos. Ele estava tentando ir para uma sensação mais abstrata com as letras. Com nossas letras, somos sempre muito diretos, e fazer uma música tão drasticamente diferente, musicalmente, para combinar com essas letras realmente uniu tudo.

Fazer você chorar
Isso não deveria ser originalmente para o Title Fight, foi apenas um riff que [Shane] escreveu. Shane não estava muito feliz com isso, porque ele queria que fosse essa música agressiva e os vocais meio baixos e tristes, mas as letras são realmente loucas e deprimentes e eu tirei mais essa energia e fiquei tão frustrado e com raiva que estou gritando a plenos pulmões. Também fizemos outra versão da música onde era apenas Jamie tocando guitarra e cantando. Nem mesmo uma música acústica, era apenas uma versão despojada. Era para ser para o iTunes e, de alguma forma, deu errado, então agora é um lado B estranho que… não sei o que vai acontecer com isso. E Shane disse que é o que combina com o humor dele.

Carranca
Fiquei com o refrão na cabeça por um tempo, e a inspiração para o refrão veio bem na época em que nosso amigo Justin faleceu – sobre o qual a música Make You Cry fala – e eu estava praticando com a banda dele para um show em memória de Justin, e foi apenas diferente e estranho. Tudo o que fizemos música foi para nos divertir e nos expressar, e sair com nossos amigos, e foi uma reunião estranha de coisas. Eu me diverti muito no show e acabou sendo uma grande coisa e um grande momento, mas foi realmente uma coisa meio estranha de se passar. Foi apenas uma mistura estranha de emoções e foi isso que saiu.

Simpatia
Sympathy foi a primeira música que escrevi, e foi outra que meio que se encaixou. Logo quando voltamos da turnê em janeiro, fomos para a Europa por algumas semanas, e decidimos que faríamos o álbum, e precisávamos começar a escrever músicas. Então eu peguei uma guitarra e escrevi o verso em 20 segundos depois de tocar. Eu gostava muito do Sonic Youth – nem mesmo eu quero soar como o Sonic Youth tanto quanto a ideia de que o Sonic Youth faz tantas coisas estranhas e diferentes que impulsionam qualquer gênero, e eu tenho muito respeito por isso – e todo o meu processo e toda a minha atitude para todo o álbum foi fazer algo que nos empurrasse e levasse os ouvintes da banda em uma direção diferente.

Calejado
Eu estava no ponto em que estava lendo muito sobre o Nirvana, e estava assistindo o Melhores álbuns do VH1 coisa ligada Não importa como queiras. E alguém diz algo sobre querer que a música soe como música infantil, como aquele nível básico. Isso meio que mexeu comigo. É uma maneira tão legal de olhar para a música, e essa foi a influência para isso. Era para ser uma música tão básica e fácil de escrever. Só vai primeiro refrão, primeiro refrão, ponte, refrão. É quase como uma estrutura de música pop, mas é muito estranho ao mesmo tempo e muito sombrio.

Canhoto
O título de trabalho para a música era 'Rap Song'. Shane escreveu essa, e foi outra em que a letra veio tarde, então tivemos a música por um longo tempo. E a única coisa que eu conseguia pensar enquanto tocávamos era Slow Jamz com Kanye West e Twista. Tudo o que eu conseguia pensar era em alguém fazendo rap muito rápido sobre isso. Quando estávamos no estúdio, gravamos a música e, se ouvíamos Twista, fazia muito sentido. Quase me chateou. Demorei muito para tirar essa imagem da minha cabeça.

Entre
Estávamos em pré-produção para o álbum. Nós fizemos essa música, e todos gostamos, e então Jamie disse, eu não gosto dessa música. Essa música é uma merda. Então começamos a gravar e estávamos gravando por duas ou três semanas e Jamie ainda não tinha nada. Estávamos literalmente chegando ao ponto em que nos restava uma semana. Ele é louco. Ele escreve coisas tão legais e interessantes, e eu pergunto a ele: 'Por que você tem medo de tocar esses papéis?' ele quer segurar uma nota por mais tempo, e ele nunca pode realmente decidir quando uma parte que ele escreveu está pronta.

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo