Presidente Bush sobre Kanye: 'Ele me chamou de racista'

Quando ele apareceu em uma maratona para arrecadar dinheiro para as vítimas do furacão Katrina em 2004, Kanye West chocou o mundo com estas sete palavras: George Bush não se importa com os negros.

Seis anos depois, o ex-presidente finalmente respondeu ao ver a explosão de West na televisão nacional: foi o momento mais repugnante da minha presidência. Bush fez essas observações em uma entrevista com Matt Lauer, da NBC, para um segmento que vai ao ar em Relatórios de Matt Lauer em 8 de novembro, de acordo com Entretenimento semanal .



Na entrevista, Bush fala abertamente sobre West, que afirmou que o presidente não fez o suficiente para ajudar as vítimas do furacão em suas consequências. Ele me chamou de racista, diz Bush. E eu não apreciei então. Eu não aprecio isso agora. Uma coisa é dizer: 'Não gosto da maneira como ele lidou com seus negócios', outra coisa é dizer: 'Esse homem é racista'.

Lauer continua interrogando Bush dizendo que os americanos podem ficar chocados ao ler que ele ficou enojado com o insulto de Kanye – e não com a situação das vítimas do furacão. Eu me pergunto se algumas pessoas vão ler [seus pensamentos sobre a explosão de West], agora que você escreveu, e eles podem te dar algum calor por isso. E a razão é esta... Lauer diz, antes de ser interrompido por Bush com um breve, Não me importo.

Perdeu a explosão original de Kanye de 2004? Confira abaixo.

Sobre Nós

Notícias Musicais, Críticas De Álbuns, Fotos De Concertos, Vídeo